quarta-feira, 15 de maio de 2013

Adeus, coelho gordinho

"Temos que aprender a viver com as nossas imperfeições. Devemos concentrar-nos nas nossas qualidades e não nos nossos defeitos. O que importa é a beleza interior. As pessoas gostam de nós pelo que somos e não pelo nosso aspecto físico. Blá, blá, blá." Crescemos com estas frases ou outras semelhantes. Pelo menos, eu cresci. Se dizia que estava gorda, era logo um "não estás nada, estás boazona, as mulheres querem-se com curvas e com carne para agarrar!". Pois, pois. Por isso é que basta pegar em revistas ou ligar a televisão e é só gordinhas, cheias de carne. Os homens nisso são é vegetarianos! Se queria juntar dinheiro para colocar silicone - "ohh tens umas maminhas tão bonitas, tão perfeitinhas. E depois um dia quando tiveres filhos crescem!". Era melhor esperar sentada. Se queria usar aparelho dentário - "oh tens uns dentes tão giros, são característicos!". A verdade é que eu parecia um pequeno coelho, um roedor humano.

E percebi que o melhor era não perguntar nada a pais, família, amigas próximas ou namorado. Perguntar, pergunta-se a alguém imparcial e, de preferência, da área. Foi assim que concluí, por exemplo, que realmente podia corrigir os dentes em menos de um ano. E foi dos melhores investimentos que já fiz! Para além de ter durado apenas nove meses, foram os nove meses (até ao momento) mais divertidos que tive. Adorava o aparelho! Sei que serei com certeza atípica neste relato, mas adorei a sensação de ser uma adulta de aparelho nos dentes. Davam-me sempre menos uns cinco anos, sentia-me uma "nerd" e, para além do mais, adorava a sensação de ser uma expectativa em potência. Eu era um "antes" com pernas, à espera ansiosamente do "depois". Era a feia do típico filme de adolescentes à espera do baile final, em que iria revelar-se sem óculos, maquilhada, com um vestido de gala a descer as escadas de sua casa. E tudo valeu a pena - quando tirei o aparelho, não era mais portadora duns "dentes tão característicos", mas sim de uma dentição regular, sem incisivos pronunciados.

Por isso, caros leitores: se querem melhorar algum aspecto vosso, força! O que aconteceu comigo? Passei a ouvir um "pois, realmente estás melhor" ou "olha, estás mais gira, mas não sei porquê". Agora com a questão do emagrecer, já li os vossos comentários a fotografias que aqui mostrei, e agradeço do fundo do coração, mas acreditem em mim quando digo tenho que perder alguns quilos. Sou uma esfomeada sem correcção e as ancas e um "bumbum" pronunciado até podem ser bonitas na Beyoncé e na JLo, mas eu dispenso, muito obrigada, e prefiro confiar na nutricionista e no que esta definiu como sendo o correcto para mim.

7 comentários:

  1. Querida Filipa, como a compreendo ! Também resolvi fazer dieta e já perdi 4,5 kg e toda a gente diz : Estás óptima...cheguei à conclusão que estava uma orca e ninguém tinha a decência de me dizer ! Ontem confrontei o Luís (meu marido), eu estava um texugo e não me dizias nada ??? e ele responde : Deus me livre alguma vez dizer-te que estavas gorda...
    Ainda vou perder pelo menos mais 2 kg ..que isto dos quarentas..pesa e muito ! beijos

    ResponderEliminar
  2. Anónimo11:06

    Finalmente alguém que diz isso... É sempre a mesma coisa, as pessoas tentam decidir o que é melhor para os outros. Comigo acontece o mesmo. Quero emagrecer e não param de me dizer "mas estás tão bem, nem gorda nem magra, estás óptima" ou quando digo que gostava de perder peito (porque nem todas as mulheres gostam de ter as mamas grandes) respondem "tanta mulher a pôr silicone para ter umas mamas como as tuas e tu queres mais pequenas... tem juízo". Já estou cansada disto!
    Faz o que bem entenderes, o que importa é que te sintas bem contigo mesma :)

    ResponderEliminar
  3. Acho que deves seguir o que te faz mais feliz, mas nunca com exagero =)

    ResponderEliminar
  4. As pessoas devem olhar por si e não devem estar dependentes do que ouvem de terceiros. É importante que exista a noção de que estamos mal e que temos de melhorar algo.

    homem sem blogue
    homemsemblogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  5. Observador Atento13:16

    Se fosses a Beyoncé ou a JLo era um sacrilégio querer perder peso.
    Acho que são poucas as pessoas que se sentem bem consigo mesmas, com o seu aspecto, quando somos bombardeados com imagens de beleza, algumas delas completamente ridículas. O que tens é que te sentir bem contigo mesma. Pelos vistos não te sentes bem e os "especialistas" dizem que podes melhorar, muito bem. Melhora. Mas não vas mais além do que eles te recomendam... segue a opinião dos especialistas ("imparciais") e não o que os teus olhos ("parciais e viciados") vêem no espelho.

    ResponderEliminar
  6. Tens toda a razão; não há nada como ouvir a opinião imparcial de um profissional (com ética);
    mas, infelizmente,hoje em dia também temos que desconfiar um pouco destes, pois muitos o que querem é "vender" e ganhar o seu dinheirinho.

    ResponderEliminar
  7. Gostei de ler. Tão sincero. Era bom que as pessoas fossem mais sinceras nesse aspecto. Principalmente consigo próprias. Eu adoraria ter um rabo de J. Lo,mas com o meu metro e meio mais qualquer coisa,olha deixa estar assim....;)

    ResponderEliminar