quarta-feira, 2 de julho de 2014

Procuram-se ideias

Ando com uma crise criativa. De escrita?, perguntam vocês. Não. Essa, felizmente, nunca atravessei, e mesmo que escreva menos é apenas por falta de tempo, não por falta de ideias. Ando com uma crise criativa de outro tipo. Uma crise de ideias para comemorar o nascimento da Cookie. Queria fazer/ comprar/ mandar fazer algo que marcasse a data do nascimento dela, algo bonito e original, mas não sei o quê. Já pensei em plantar uma árvore para assinalar o nascimento, em revelar fotografias dos três e fazer uma montagem bonita, já pensei em comprar um colar com as nossas iniciais do nome, mas... O que eu queria mesmo mesmo, bem lá no fundo, era ser uma aprendiz de Beethoven para ser capaz de compor uma obra com a força de uma "Für Elise", ser uma amostra do Da Vinci para conseguir pintar algo semelhante a uma "Mona Lisa", ou um Shah Jahan à escala local para mandar fazer um Taj Mahal assim mais pequenino e humilde. Quando era nova sentia-me capaz de desenhar qualquer coisa, adorava pintar, mas parece que essa capacidade desapareceu com a idade e falta de treino. Também me sentia uma pianista razoável, mas hoje em dia toco os Parabéns sem pauta e pouco mais. Falta de criatividade ou falta de jeito? Não sei o que é, acho que é tudo junto, mas parece que nada está à altura do que queria. Como é que se assinala o nascimento de um filho, quando não somos artistas e não podemos por mãos à obra, mas apenas comprar o trabalho de outras mentes criativas? Gostava mesmo que um dia a minha filha crescesse e lhe pudesse mostrar algo que assinala o ano em que nasceu, para que pudesse sentir-se tão especial como a vejo. Ideias procuram-se.

9 comentários:

  1. Anónimo19:09

    As duas primeiras fotos neste link. Acho que uma ideia deste genero fica uma recordação muito gira.

    http://babycarlota.blogspot.co.uk/2014/06/mood-fotografia.html

    ResponderEliminar
  2. Gostei da sugestão do Anónimo, é gira a ideia!

    ResponderEliminar
  3. Anónimo08:39

    muito gira sim a ideia. pena que o meu filho já tem 6 anos!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo21:54

    "Amor ao Quadrado", de Maria Mariquitas. Tem blog e facebook.

    ResponderEliminar
  5. Escrever um diário, com alguns dos textos que tens aqui e outros, só de ti para ela, imagina o que é ela poder ler-te quando for mais velha, um daqueles diários coloridos com folhas a cheirar a frutos.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo15:47

    PIPPA : e porque não fazer um resumo da actualidade politica do ano em que nasceu.para quando chegar aos 20 anos comparar e fazer ela a análise do resumo da mãe à actualidade politica do ano em que nasceu.Parece-lhe bem?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo17:30

      Isso pode ser perigoso :P se a situação estiver pior (Deus nos livre!!) a Pippa ainda ouve algo do género: "então sabias que as coisas estavam assim tão má e ainda assim resolveste trazer-me ao mundo?"; "oh mãe, tu afinal és contemporânea da Merkel ou do Hitler?", "oh mãe, então tu não sabias que devias ter ingressado numa juventude partidária?". Enfim... isto sou eu a tentar ter piada :P mas a ideia deste anónimo até é gira, podendo não se limitar à atualidade política e fazendo antes um retrato do mundo no ano 2014: o que era moda (rezando para a febre da zumba já tenha passado daqui a 20 anos), quem eram as pessoas mais influentes, que música se ouvia, etc.

      Eliminar
  7. Anónimo17:22

    Quando for mais crescidinha podes sempre fazer um smash the cake :D

    ResponderEliminar