sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Um elogio improvável

A falar com um amigo com que já não falava há muito, diz-me a dada altura ele assim: "tenho que te dizer uma coisa que é mesmo sentida. Uma coisa mesmo sincera." Pedi-lhe então para dizer. Sei que é realmente das pessoa mais transparentes, sinceras e, em simultâneo, mais politicamente incorrectas que já conheci. Já o ouvi dizer das coisas mais nojentas que já alguma vez estes ouvidos ouviram. Tal como já vi o lado mais sensível dele a vir ao de cima. Por isso, um lado de mim queria muito que ele dissesse. O outro lado de mim saiu-me com "diz lá... Mas olha que até tenho MEDO". E ele então desabafou. Recuou até 2005 e a uma viagem que fizemos todos juntos: "sabes aquela viagem que fizemos naquela canoa? No primeiro dia das férias...? Tu tinhas-te magoado - talvez a fazer o buço, não sei -, mas tinhas uma ferida no lábio superior direito. A ferida depois desapareceu, mas no primeiro dia lembro-me que se notava. E estavas mais gordinha nessa altura, acho que até comentaste com elas que estavas com a barriga mais inchada por causa do período. E eu lembro-me de olhar para ti, com o lábio superior meio deformado da ferida, e com alguma barriguinha, e pensar que, apesar de tudo, tinhas mesmo pinta. E pensei 'deve ser desta pinta que a minha mãe fala quando fala de mulheres com pinta, mulheres que até no meio duma pocilga têm qualquer coisa, têm classe...'. É que tu tinhas pinta até no teu pior, sabes?, até no meio daquele barco todo podre."

E babei. O desabafo começou da pior pior possível, comigo a corar cheia de vergonha (e a pensar algo como "Buço? Uma mulher não tem buço, ok? Nunca! Negarei até ao fim! ... Período? Barriga inchada? Aiii v-e-r-g-o-n-h-a, as conversas de mulheres podem ser terríficas"). Começou comigo a morrer de vergonha. Mas aquela sinceridade toda inicial fez-me sentir também a sinceridade da mensagem final. E gosto tanto de elogios assim: honestos, agridoces, que não são lugares-comuns, que não são daquelas frases cliché e vazias que servem para qualquer pessoa,... As melhores frases nem sempre são aquelas que se ouvem nos filmes, às vezes podem ser ditas nestes momentos meio toscos e trapalhões, meio parvos e nojentos, vindas das pessoas mais improváveis, e às vezes e podem até aquecer-nos tanto o coração como uma frase bonita qualquer.

5 comentários:

  1. Bem...isto sim é um elogio! Se ele achava isso no teu pior, imagina no teu melhor?? ;)

    ResponderEliminar
  2. Anónimo00:42

    Mimadona!! Mimadona Bonita!
    Maria

    ResponderEliminar
  3. nice blog
    Pass on my blog ”Inside Me” and follow me if you like, I'd love to.
    There's a new post: My best look: AB+ABPOSITIVE metallic shorts
    You can find me on:
    Facebook
    Chicisimo
    Instagram
    Lookbook
    Bloglovin

    ResponderEliminar
  4. Lindo. Esse teu amigo devia ser condecorado;).Elogias assim,do nada,são tão bons! E de facto,mulheres com pinta são assim como ele diz,e muitas nem o sabem.

    ResponderEliminar
  5. Lindo. Esse teu amigo devia ser condecorado;).Elogias assim,do nada,são tão bons! E de facto,mulheres com pinta são assim como ele diz,e muitas nem o sabem.

    ResponderEliminar