quarta-feira, 24 de abril de 2013

Queres um clone de ti?

Hoje à hora de almoço presenciei um momento mágico. Quando o convite me foi feito, primeiro estranhei. "Ecografia a quatro dimensões? Isso existe?" Parecia-me ficção científica. Lá percebi que se resumia uma ecografia em que podemos ver o bebé a três dimensões, em tempo real. E é emocionante! Vimos os movimentos, os pequenos dedos esticados, a boquinha "igual ao pai!!" - dizia a mãe -, o nariz - "ohh eu queria igual ao meu" - os pezinhos - "pronto, também saiu ao pai!, olhem estes pés" -, os olhos bem fechados,... Cá fora, depois da consulta, a analisarmos as imagens já imprimidas, comentávamos entre nós:
- Que azar. Vai sair igual ao pai. Nariz, orelhas...
- Então mas não achas o X. giro?
- Acho! Claro que sim!!
- Pronto, então se tiver a boca, nariz, orelhas e pés iguais a ele não tem mal. Certo?
- Oh mas eu queria o meu nariz e orelhas, e dele.... Olha, podia ser o cabelo e boca.
- Pois, era bom se pudéssemos fazer um puzzle. Mas pensa que o X. é giro, se a bebé sair a ele, há-de sair bonita!
- Eu sei. São manias de mãe, acho eu. Gostava mesmo que tivesse o meu nariz.
- És igualzinha ao Y. Ele já me disse que, um dia, quer que um filho nosso tenha os olhos dele. Impreterivelmente. E nariz.
- Oh, mas também te acha bonita, claro. É por ele ter uns olhos mais invulgares.
- Pois, pois. É tudo muito bonito. Tu também achas o X. giro, não achas? Mas chega a hora da verdade e não é a cara dele que queres para um filho. E não negues.
- Hmmm...
- Vocês querem é clones vossos. Aliás, já lhe disse: se é assim, se queres um dia um bebé igual a ti, vais aí a uma fábrica qualquer e pedes para te fazerem um clone. Escuso de estar a engordar, e a infectar a criança com genes meus, que ainda corre o risco de nascer (blasfémia) parecida com a mãe.

5 comentários:

  1. Muito bom, mas todos os pais são iguais e passam pelo mesmo

    ResponderEliminar
  2. Todos nós queremos e imaginamos um bébé com isto ou aquilo nosso, ou do outro. Mas depois, quando nascem, essas conversas deixam de fazer sentido, gostamos 'dele' como é,e irá ser de certeza diferente do que se imagina.
    Gostei*

    ResponderEliminar
  3. Sim, a reprodução por encomenda (Dizem) ser o futuro da humanidade. E há quem já tenha, por uma razão ou outra, feito isso. Não são clones. São crianças geneticamente programadas para ter determinadas características. Por exemplo: se os pais têm SIDA ou outra doença degenerativa, é possível identificar o gene e irradicar (super). Mas tens também o exemplo de Hitler e a concretização de um cientísta "maluco" que no final dos anos 70 inseminou mulheres só com o sémen de génios, de preferência todos premiados com prémio NOBEL. Como vês, nada de novo... Novo novo, só mesmo a 4D... só tinha ouvido falar na 3D

    ResponderEliminar