quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

A minha amiga imaginária é mais popular que eu

Há uns valentes anos, quando o Mark Zuckerberg ainda tinha acne e não sonhava ainda em criar redes sociais, era o Hi5 que estava a dar e toda a juventude vibrava com a novidade.
Esse era um tempo, em que as minhas férias eram intermináveis e o tempo dava para tudo. Os namoros eram marcados pela descoberta, paixão e alguma insegurança. As amigas eram omnipresentes e acompanhavam-nos para todo o lado, incluindo para casa, onde ficavam a dormir.
Um belo dia, o tempo em demasia, a insegurança dum namoro recente e a omnipresença das amigas coincidiram entre si no tempo e no espaço e deram origem à única consequência possível: asneira!
Do que é que nos lembrámos? - "Vamos criar um perfil falso no Hi5 duma gaja podre de boa, simpática, amiga do amigo e que só diga lugares comuns!!", dissemos praticamente em uníssono.
E assim fizemos, com a adrenalina a correr a um ritmo alucinante nos nossos corpos. Quisemos que fosse tudo o que um homem pudesse sonhar:
- Boa (grandes mamas, decote gigante e roupa insinuante);
- Com amigas igualmente boas;
- Solteira;
- Ar meiguinho;
- Perfil cheio de lugares comuns e igual ao de 80% das mulheres.
O perfil era aquilo que nós identificávamos como sendo o pertencente à 'mulher comum'. Exemplos:
- Música preferida? Gosto de um pouco de tudo, depende do estado de espírito.
- Séries? CSI e House.
- O que mais odeias? Mentira, inveja e injustiça.
- O que mais gostas? Dos meus amigos.
- Maior qualidade? Amiga do meu amigo.
- Defeito? Teimosa. Quando acredito em algo, luto até ao fim.
- Emprego? Professora de Educação Física à espera de colocação.
Terminámos o perfil e sentimo-nos orgulhosas de nós mesmas. A ideia era atrair os nossos namorados para aquele perfil irresistível e apanhá-los em flagrante. Nunca aconteceu.
Choveram logo convites de amizade. Mensagens sem fim. Chegou a Segunda-feira, escrevemos "oh não, é 2a outra vez. lol". Foi motivo de mil comentários. Sexta - "é fim-de-semana! happy!!". Mil comentários. Fez anos, as mensagens não paravam - "és linda; és tão querida; obrigada por me aceitares; aparece na discoteca X".
Começámos a ficar nervosas. Apagámos aquele perfil como quem esconde um cadáver na mala do carro - à socapa e com medo que alguém nos apanhasse.
Era oficial: aquela pessoa imaginária era mais popular que nós todas juntas.
Não podíamos conviver com essa realidade, tínhamos que refazer a nossa vida longe daquilo.
De vez em quando lembramo-nos ainda dela com alguma tristeza, confesso. Hoje foi um desses dias:
- Lembras-te quando aquele perfil inventado teve mais amigos que nós?
- Sabes porquê? Ela não era inteligente, só dizia balelas, limitava-se a sorrir e a dizer 'lol'. Queres melhor? Era a mulher de sonho de qualquer homem.
- Pois. É triste não gostar dos lugares-comuns.
- ...
- Beijinho.
- Até amanhã.

14 comentários:

  1. Ainda no facebook se vê alguns desses perfis que se nota perfeitamente que só podem ser falsos. Além de que essas mulheres que vocês descreveram só servem para uma coisa....coisa essa que os homens adoram.....looool

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois adoram. Mas esta mulher morreu em meia dúzia de dias. Estava a quebrar demasiados corações para uma pessoa imaginária. ;)

      Eliminar
  2. Básicos... e pronto testaram com sucesso a fidelidade dos vossos homens :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi a única parte boa da história!

      Eliminar
  3. Ahah isto é mesmo a dizer que os homens andam pela internet fora à procura de mulheres dessas. Ocas. Sem conteúdo. Só para se divertirem um bocadito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ficaram loucos. Até nos assustámos. Por isso a aniquilação dela era a única solução possível. ;)

      Eliminar
  4. Ahahah "professora de educação física", mesmo a apontar para o corpo! Espertinhas! Também já fiz cada disparate com as amigas! :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens que contar no teu blog!! ;)

      Eliminar
  5. E assim descobriram o segredo da popularidade. Lugares comuns? Não! Amiga do amigo? Não! Mamas grandes? Sim!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahah Eu preferi acreditar que eram os lugares comuns. :p

      Eliminar
  6. eu conheci o meu namorado pelo hi5, depois descobrimos que tínhamos amigos em comum, foi um instante para começar mos a namorar, e nem se quer nos conhecíamos.. já lá vão quase 5 anos de namoro :DDDD não correu mal!! Mas essa historia foi muito engraçada pelo menos tem um lado positivo, os vossos namorados eram fieis haha beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então o hi5 ainda trouxe coisas boas. Parabéns, 5 anos é óptimo! :)

      Eliminar
  7. Já viste o documentário Catfish? Se vires nao vejas o trailer primeiro, é mais ou menos uma história identica 'a tua! E mais nao digo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não! Fiquei mesmo curiosa, Nádia. Vou jáaaa ver. ;)

      Eliminar