quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

As desavenças conjugais emagrecem

...Ou é impressão minha?
Sempre que alguma mulher emagrece repentinamente penso logo "ou está apaixonada ou está chateada com o namorado/marido". Pode ser um preconceito, pode ser uma teoria disparatada, podem atirar-me ovos e tomates podres e dizer "não tem nada a ver". Ok. Mas vou continuar a achar.
Mas a minha experiência e o que vejo nas pessoas que me rodeiam diz-me isto: a felicidade conjugal engorda. Ninguém consegue manter apertado o botão daquelas calças mais justas depois de mil e um jantares românticos, a partilhar o spaghetti, qual Dama e Vagabundo; depois de idas ao cinema com quilos de pipocas e litros de Coca-cola à mistura; fugas ao fim-de-semana de puro descanso e amor. Até o ginásio fica muitas vezes para segundo plano, porque a manta e o sofá começam a chamar para um programa de mimo, no quentinho, em frente à televisão.
No lado oposto desta descrição, as desavenças ou os problemas que surjam no casal são um verdadeiro queima-gorduras. Quem é que pensa em chocolates, quando anda a estranhar aquelas reuniões tardias dele? Quem é que pensa em devorar uma pizza, à frente da televisão, quando anda preocupado com as contas por pagar e o salário em atraso?
Há uns tempos, li que a Marisa Cruz tinha emagrecido não sei quantos quilos em dois ou três dias, e cortado radicalmente o cabelo. Pensei para mim "hmmm... não me parece coisa boa, mas espero estar enganada". Não estava. Hoje, a acreditar nas revistas, o casamento com o João Pinto chegou ao fim. Não conheço nem um nem outro, mas fico sempre triste quando um casamento termina, porque, como romântica que sou, gosto de acreditar que os casamentos são para todo o sempre.
Contudo, o que me deixa mais intrigada nisto tudo é pensar que existam ainda tantas mulheres que só começam a pensar no corpo e no aspecto físico quando as coisas dão para o torto. É vê-las a correr para o ginásio, para as massagens, para a manicura, para o cabeleireiro, para o cirurgião plástico, para o shopping. É vê-las passar duma copa A para uma copa D, com orgulho. É vê-las reduzir o tamanho da saia. É vê-las exibir as novas madeixas loiras.
Porquê? Porquê? Sempre achei que uma mulher devia ter cuidado sempre. Devemos gostar do que vemos no espelho quer tenhamos ou não alguém ao nosso lado. Não é até uma prova de amor? Um "gosto de ti, por isso quero que me vejas no meu melhor e não em modo desleixada".
Lembro-me de ter 20 anos, estar em casa à espera dum namorado, e a minha mãe afirmar "já não gostas dele." Perguntei porquê. "Nem te arranjaste. Até do perfume te esqueceste, não sei se já reparaste". Ri-me. Era verdade. Não tinha posto o perfume, como sempre fazia. E sim, já não estava apaixonada. Porque para mim gostar de alguém é, para além de tudo o resto, querer mostrar-lhe o melhor de nós sempre, e não apenas mais tarde, quando for para dizer "olha o que perdeste! estou óptima!" ;)

26 comentários:

  1. bah o João pinto e a Marisa já não estão juntos?! que pena. By the way, concordo contigo, em cada palavrinha que disseste neste post. E a verdade é que muitas vezes nós somos os últimos a perceber as mudanças, pois quem está do lado de fora já à muito percebeu que a paixão acabou, que uma das partes já não se arranja, já não dá muito de si, que ou está conformada ou anda enganada e não se apercebeu que na realidade já não sobrou nada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De acordo com alguma imprensa, separaram-se, mas resta esperar para ver... Ainda bem que concordas. :)

      Eliminar
  2. Não quero ser a excepção, até porque dessa forma sim vou confirmar a regra, acho que tens razão; no entanto há excepções, há mulheres que com quase 20 anos de casamento se preocupam mais do que com vinte em sentirem-se o melhor possível na sua pele e às vezes até, pasme-se, melhores, mais saudáveis e mais bonitas do que quando tinham 20 anos:)
    A outra excepção são aquelas que com as situações dificeis só conseguem pensar em comer, os nervos dão para os dois lados...

    jinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que descreveste na primeira frase é aquilo que considero ser a situação ideal e o exemplo a seguir. ;) beijinho

      Eliminar
  3. Sim é verdade, há muitas mulheres (assim como homens) que só se preocupam em melhorar a aparência quando a relação treme...e claro que esta completamente errado! Devemos arranjar nos para agradar ao outro mas sobretudo a nós....e nunca tomar ninguém por garantido!

    Coisasquetaiseafins.blogspot.pt

    Ps. Tb fiquei triste com a separação da Marisa e do J.Pinto, era, fofinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Totalmente certa a última frase. ;)

      Eliminar
  4. O homem solteiro chega a casa, abre o frigorífico, e como é sempre a mesma coisa, vai para a cama.
    O homem casado chega a casa, vai para o quarto, e como é sempre a mesma coisa, vai para o frigorífico.
    É por isso que os homens também engordam quando casam ;-)

    Romântico à Forca

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahahahahahahah
      O meu é mais cama!
      Ahahahahahahahah

      Eliminar
    2. Já conhecia essa 'teoria'. Foi por isso que avariaste o frigorífico lá em casa, Eduardo? ;)

      Eliminar
    3. O pior é que não fui eu, foi ela.

      Eliminar
  5. Ninguém tem paciência para andar sempre muito arranjadinho, se isso não for natural em nós. O à-vontade é natural e muito bom numa relação. O que é perigoso é quando esse à-vontade se transforma em desmazelo. Argh!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente, acho que o desmazelo não ajuda nenhuma relação e pode ser sinal que já não estamos preocupados com a pessoa que temos do nosso lado...

      Eliminar
  6. É quando andam solteiros ou querem atrair o pessoal do sexo oposto ou ainda quando estão prestes a casar ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E depois... pimbas, toca a comer desalmadamente. ;)

      Eliminar
  7. Infelizmente, a mim dá-me mesmo para comer. Fico carente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mim a tristeza dá-me para comer. O nervosismo ou o stress é que tiram a fome. ;)

      Eliminar
  8. Eu cá como sempre!
    Mas sou magrinha!

    ResponderEliminar
  9. concordo e discordo ....
    quando estamos felizes engordamos, sem duvida nenhuma.
    quando nao estamos emagrecemos mas nao é porque decidimos ir para o ginásio ou arranjarmo-nos para manter uma relação, mas é porque perdemos o apetite porque algo nao está bem, pelo menos comigo é assim... :)
    Acho que devemos dar o nosso melhor no dia a dia e nao só porque estamos de volta ao mercaddo :P mas nem sempre é fácil!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é fácil, mas não custa nada pelo menos tentar. :)

      Eliminar
  10. Irra, mulher, que parece que me lês os pensamentos... :) É que é mesmo isto sem tirar nem pôr. Kiss kiss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bom saber que alguém pensa como nós. beijinho

      Eliminar
  11. Não sei se já repararam mas cada vez que vemos alguém recém separado, especialmente mulheres, vem com um up no visual. E nós quando lemos a imprensa com as fotos pensamos "ena pá o divórcio fez lhe bem".
    Também acho que está relacionado com a forma como nós mulheres damos a volta a periodos menos bons, cortamos o cabelo,a banha a mais, compramos uns trapos giros e sentimo-nos logo um pouco melhor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade. Tantas vezes pensei isso - "o divórcio fez-lhe bem!"

      Eliminar
  12. Bom, por experiência própria é tudo muito verdade, ás uns quatro anos atras tive uma relação que quando terminou andei uma semana no lodo, mas depois disso não sei o que me deu, achei que devia mudar... E que mudança, de ruiva (pintado) passei a loiraça, cortei o cabelo e perdi 3 quilos só nessa semana, mas querem saber foi a melhor coisa que fiz, o meu ego subiu e senti-me muito melhor e bem comigo mesma.

    ResponderEliminar
  13. Concordo tanto contigo.. E a tua mãe é uma fixe! :)

    ResponderEliminar