segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Mais futebol

Ontem, enquanto ele via o jogo de futebol, reparei em algo que só quem está com certeza indiferente a um jogo consegue reparar: as sequências de palavrões que se utilizam não fazem sentido a maior parte das vezes. Eu não sou pessoa de usar palavrões, mas não sou pudica ao ponto de não conseguir ouvir. A única coisa que me faz confusão é o grande número de frases sem sentido, gramaticalmente incorrectas ou cheias de redundâncias.
Já se sabe que a maior parte dos palavrões faz alusão à profissão da mãe dos jogadores ou do árbitro, quer seja porque são filhos delas, quer seja porque se aconselha os mesmos a viajarem até junto das mães (com a referida profissão) que alegadamente os deram à luz. Até aí tudo bem. Estão preocupados em aproximar os jogadores ou o árbitro do seu seio familiar, apesar de não gostar da referência à profissão da mãe. Ora, mas o que me faz mais confusão é mandar alguém para um órgão sexual masculino. Manda-se para lá porquê, qual é o objectivo? Também não percebo o conselho para que todos façam amor. É suposto ser mau? "F....-se"!!!, ouve-se muito pelos estádios. Parece-me um conselho ou um repto até para o querido e fofinho, não fosse a palavra ser tão feia.
Eu diria que "vale a pena pensar nisso"... E vocês?

1 comentário:

  1. AHAHAHA...forma interessante de pôr as coisas!

    ResponderEliminar