domingo, 6 de janeiro de 2013

Tabaco

Que saudades dos (breves) tempos em que ia sair e não era permitido fumar em sítios fechados.
Que saudades de chegar a casa e não ter a roupa e o cabelo a cheirar a cinzeiro.
O que aconteceu desde então?
É que fui tão feliz nesse curto espaço de tempo...
Se há coisa que detesto é estar a dançar e sentir cigarros assassinos em todas as direcções. Temo pela roupa, temo pela minha pele, temo pelos meus ricos pulmões.
Não fumo e talvez por isso nunca percebi o prazer que dá dançar com um cigarro nas mãos. Mas não dá para respeitar quem não fuma? É que eu escolhi não fumar precisamente para evitar esses efeitos secundários todos (cheiro, problemas pulmonares, etc).

10 comentários:

  1. Sou fumadora, concordo em quase tudo com os não fumadores e procuro respeitá-los sempre, mas sinto que estamos quase a cair no outro extremo. Hoje em dia um fumador já é em muitas situações olhado como se fosse um "leproso".
    Não percebo do que falas, eu achava que era proíbido fumar em todos os locais fechados...eu não fumo em lado nenhum, até já na rua me parece que "olham de lado".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Suri, ontem fui sair a uma discoteca e praticamente toda a gente fumava. Lá é permitido, pelos vistos. E não tenho nada contra quem fuma (até porque a minha mãe também fuma), só que acho que na "pista" acaba por ser perigoso. Não quero abrir uma guerra anti-tabagista, estou a queixar-me deste meu caso concreto. ;) beijinhos

      Eliminar
    2. Está percebido garota, como não vou a discotecas não sabia, se permitem, está errado.

      Jinho

      Eliminar
  2. :) ah também não gosto nada disso! Credo fico com a roupa intragável

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois fica, Ana. A roupa e o cabelo... é horrível. Sinto-me mesmo um cinzeiro com pernas.

      Eliminar
  3. Também não sei o que foi feito dessa lei anti-tabaco; supostamente deveriam ter um sistema de circulacão de ar mas a maioria não tem e sim já se fuma outra vez em todos os lugares.

    ResponderEliminar
  4. Não podia estar mais de acordo!
    O maior trauma que tenho da altura da Universidade é das queimaduras q tenho nos braços de cigarros. Não se podia sair a noite e dançar que lá vinha um desgraçado/a descontrolado sem tomar conta do seu cigarro e movimentos tresloucados. E pumba. Lá trazia mais uma medalha para casa. O pessoal até gozava comigo porque parece que a mim isto acontecia quase de todas as vezes que saímos. E atenção que eu não sou nenhuma tresloucada a dançar com movimentos bruscos. Por isso não há cá desculpas. Era mesmo dos fumadores não preocupados que para além de já fumarem para cima dos outros ainda dançavam e nem sequer olhavam em que direção disparavam o perigo!
    Enfim... :S
    Há que respeitar os (poucos) que não fumam!

    ResponderEliminar
  5. Filipa M.17:24

    Não me parece que a lei tenha mudado e que se possao fumar em todo o lado... estive há uns meses numa discoteca e o DJ presente começou por dizer que era proíbido fumar e que se alguém fosse apanhado por alguma entidade fiscal que era a própria pessoa que ia pagar a multa e não o estabelecimento... passado nem meia hora mais de metade da discoteca estava a fumar!!!
    Para além do mais não é só os probelmas de saúde, o cheiro na roupa e no cabelo que preocupam. Conheço uma rapariga que ficou com um bocado do cabelo a arder porque alguém atrás dela estava a acender um cigarro! Terem conseguido apagar as chamas rapidamente foi uma sorte para a rapariga, que podia ficado até gravemente ferida. Não tenho nada contra os tabagistas, os meus pais são ambos fumadores, mas há que haver respeito pelos outros que optam por não o fazer. Também não concordo com a lei que foi falada há uns tempos, de que queriam proibir as pessoas de fumar no seu próprio carro! Mas se a lei que proíbe fumar em locais fechados foi feita, e não foi só em Portugal, por alguma razão foi.

    ResponderEliminar
  6. Concordo plenamente contigo! =)

    Acho que devia haver um maior controlo nos bares e nas discotecas para que impedissem as pessoas de fumar em espaços apertados e/ou fechados.

    Quando eu saio à noite fico com medo (mais especificamente) de que me queimem a pele ou o cabelo (algo que eu tenho em abundância, lol, mas não o quero queimado).

    P.S.: Dei uma vista de olhos no teu blog... e gostei! É muito bonito e engraçado. =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelas últimas palavras, psicritinha :)

      Eliminar